Editor de Imagem em HDR Três Lagoas, Mato Grosso do Sul

Encontre Editor de Imagem em HDR em Três Lagoas. Conheça o comércio especializado desta área em sua região,aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Osvaldo R Romero
(67) 521-8204
r João Carrato, 1257, Centro
Três Lagoas, Mato Grosso do Sul
 
Katsumi Ono
(67) 521-2831
av Antônio Trajano, 185, Centro
Três Lagoas, Mato Grosso do Sul
 
Foto Cine Prudente
(67) 521-5063
r Bruno Garcia, 282, Centro
Três Lagoas, Mato Grosso do Sul
 
Studio Fotográfico Galvão Ltda
(67) 321-4826
r Rui Barbosa, 2605, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Foto Armorial
(67) 382-9342
r Treze de Maio, 3242, Vila Progresso
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Zaguir Foto e Arte
(67) 521-9593
r Paranaíba, 409, Centro
Três Lagoas, Mato Grosso do Sul
 
Feres Zaguir
(67) 521-4822
pc Bandeira, 409
Três Lagoas, Mato Grosso do Sul
 
Condor Foto
(67) 521-2011
r Paranaíba, 720, Centro
Três Lagoas, Mato Grosso do Sul
 
Axa Foto Com e Manut em Equip Fotográfico
(67) 384-2185
av Afonso Pena, 2081, lj 1, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Ariel J Warde
(67) 361-2076
r Santo Amaro, 615, Vila Santo Amaro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 

Editor de Imagem em HDR

Fornecido por

Quem não fez uma foto em que partes escuras e claras não se combinaram muito bem? Às vezes, chega a ser frustrante, você tira uma foto, e quando vê, tem uma área bem apresentada, enquanto outra fica escura sem detalhes, ou muito claras igualmente sem detalhes.

Para resolver boa parte dessas situações, surgiu a tecnologia HDR, que combina várias fotos num arquivo hdr de 32 bits, possibilitando a edição das partes claras e escuras de modo que se chega a uma combinação ideal.

HDR

Série de fotos com exposições diferentes para compor a imagem final

HDR é a abreviação para High Dynamic Range imaging, ou seja imagem de grande amplitude dinâmica. Para entendermos exatamente o que isso significa, temos que primeiro entender como a luz é vista pela vista humana.

A luz, para nós, constitui uma faixa relativamente estreita de sua energia magnética irradiada, que se distribui aproximadamente entre 400 e 700 nm, o chamado espectro visível, que vai do vermelho ao violeta. Assim, também os sensores de imagem possuem limites para o que conseguem “enxergar” – e na verdade, conseguem “ver” bem menos que a vista humana. Isso causa um problema principalmente nos pontos mais luminosos e menos luminosos de uma imagem, onde os sensores normalmente falham em apresentar detalhes, ou ligeiras nuances de brilhos. Po exemplo, conseguimos enxergar detalhes tanto numa praia totalmente ensolarada como numa noite de luar, onde o cenário pode estar bem escuro.

O alcance dinâmico pode ser medido pela relação entre a maior luminosidade e a menor de que o equipamento eletrônico é capaz. Se você observar uma foto tirada em uma varanda, onde a imagem para o interior da casa apareça muito escura, sem mostrar detalhes, enquanto o quintal, sob o sol, aparece brilhante demais, também pobre em detalhes, poderá entender melhor as limitações das fotografias digitais. Como fazer com que a foto apareça com bons detalhes tanto nas áreas internas da casa como do jardim sob o sol (do modo como a vista humana enxerga)?

Isso ainda não é possível de todo, mas a imagem pode ser muito melhorada através do recurso de HDR. Uma foto tirada com câmera comum captura em média, digamos, 8 bits de informação por canal de cor para formar uma imagem RGB comum. Contudo, podemos tirar 3 fotos em sequência do mesmo objeto, fazendo uma exposição para os pontos mais escuros, outra para a luz intermediária e outra para as áreas brilhantes, e em seguida as combinarmos através de software especial, compondo uma única imagem com 32 bits de cor – ou seja, avançando a amplitude dinâmica da imagem.

Somente softwares especiais podem ler as imagens combinadas, com 32 bits de informação. Somente cãmeras digitais com ajustes manuais podem fazer as fotos com variações de exposição. E somente cãmeras DLSR, com sensores naturalmente capazes de fotografar em 14 ou até 16 bits por canal de cor conseguem resultados realmente bons com es...

Clique aqui para ler este artigo em Banco da Imagem

© 2010 BancodaImagem Suffusion WordPress theme by Sayontan Sinha